© 2019 por ABTX  Orgulhosamente criado por shark

1/3

1/1

Faça seu CADASTRO

e em seguida peça sua Carteira de Identificação

do Paciente Transplantado.

 

 

Artefacebook2png.png

Adquira sua Carteira de Identificação

do Paciente Transplantado.

(SOMENTE CADASTRADOS )

1/1

Registre a falta de medicamento em sua cidade.

 

Faça sua parte !!!!

Vamos a luta. ABTx

Doação

Entenda como funciona o processo de doação de órgãos, a fila de transplante no Brasil e como se tornar um doador.

Transplante

O transplante pode proporcionar aumento da sobrevida e da qualidade de vida, com reintegra​ção social, retorno às atividades físicas

Transplantados

Fiz o transplante, e agora ?

Como viver depois do transplante ?Medicamentos, rotina médica,  entre outras dúvidas .

Esporte

Acreditamos que todo transplantado não só pode, como deve praticar atividade física regular visando a melhoria da qualidade de vida. FALE ANTES COM O SEU MÉDICO.

 

Evento em Curitiba marcou a superação de pessoas que precisaram passar por um transplante

Em novembro de 2019 aconteceu a primeira edição dos Jogos Brasileiros de Transplantados, em Curitiba (PR). Participaram 68 atletas das mais variadas idades competindo nas modalidades de atletismo, natação, tênis e corrida de rua.

 

JMais do que uma competição, os jogos tiveram um gostinho de vitória e de valorização da vida para todos os participantes.

Competição esportiva que reúne atletas transplantados e mostra à sociedade a importância da doação de órgãos.

A ABTx - Associação Brasileira de Transplantados agradece a família de Gugu Liberato,por este ato de extremo amor e consciência em ajudar ao próximo.Gugu Liberato que em vida sempre ajudou pessoas em necessidade, deixou expressa a vontade de ser doador para ajudar outras pessoas. Mesmo neste momento de dor pela perda do filho, pai, marido, enfim um ser humano iluminado, a família respeitou esta vontade e autorizou a doação dos órgãos e tecidos, devido à distância, os orgãos não vieram para o Brasil, mas ainda assim dezenas de americanos serão beneficiados por este
ato salva vidas, e melhora a qualidade de vida de quem está na fila por um transplante.

EMS apoia a Corrida pela Doação de Órgãos

A Corrida pela Doação de Órgãos tem como objetivo motivar pessoas a se declarar doadores de órgãos, conscientizar a população sobre a importância deste tema, comprovar que pessoas transplantadas levam uma vida saudável e ativa e reunir todos os profissionais que participam de alguma forma do processo de transplante de órgãos, seja ele o médico que opera o paciente ou o motorista da ambulância que transporta o órgão.

A Corrida pela Doação de Órgãos tem como objetivo motivar pessoas a se declarar doadores de órgãos, conscientizar a população sobre a importância deste tema, comprovar que pessoas transplantadas levam uma vida saudável e ativa e reunir todos os profissionais que participam de alguma forma do processo de transplante de órgãos, seja ele o médico que opera o paciente ou o motorista da ambulância que transporta o órgão.

Criada em 2017, a Associação Brasileira de Transplantados (ABTx), com sede em São Paulo (SP), reúne hoje 2.253 associados. São pessoas que já passaram pelo drama de precisar da solidariedade de alguém para sobreviver ou voltar a ter qualidade de vida. A melhora do estado de saúde dos transplantados é tão significativa que cerca de 40% dos associados são esportistas e participam das ações de esportes promovidas pela ABTx.

1/9

Please reload

Setembro Verde a campanha tem como objetivo chamar a atenção da população para o tema doação de órgãos.

I Jogos Brasileiros para Transplantados

www.jbtxcuritiba.com.br

Programe-se e venha prestigiar o evento !

Seja um apoiador da ABTx !

A ABTx agradece às pessoas que entendem e apoiam a doação de órgãos e tecidos, que através de gestos solidários viabilizam nossos projetos.


Muito obrigado por sua doação.

A ABTx renovou as parcerias para o treinamento de atletas transplantados com Vita Care e L7 .

Fique atento!

Muitas atividades acontecerão nos próximos meses

Atividades relacionadas a falta de medicamentos